quarta-feira, 5 de julho de 2017

Poeminha sem título

mãos líquidas
espraiadas

toques tênues
          de água

espuma

na areia branca
    ao luar


(Tabatinga)

Nenhum comentário:

Postar um comentário